Tag Archives: Humor

Uma conspiração de estúpidos – John Kennedy Toole

Imaginem o filme “The police academy”, logo o primeiro. Já está? Certo. Agora, logo nas primeiras imagens aparece o Homer Simpson, muito aparvalhado, sem perceber nem muito bem, nem muito mal, o que está ali a fazer. 

Mais apatetados ainda estão os policias a tentar digerir o que raio está ali a fazer um desenho animado no meio de um filme! Ainda sem tempo de digerir esta confusão toda, eis que surge o resto dos personagens todos, mas todos, dos Simpsons. 

Ok. Imaginando tudo isto na década de sessenta, em New Orleans e eis que se instala o caos a cada parágrafo, não é a cada capítulo. Desde um vendedor de cachorros quentes, que come até dar prejuízo, a um polícia de serviço dentro de uma casa de banho pública, strip tease com araras, uma velha que não sabe que já se reformou, manifs sexuais e fábricas de calças… temos em “Uma conspiração de estúpidos” do falecido, que não chegou a ver a publicação do seu livro, John Kennedy Toole, um trabalho que “(…) Hoje está considerado como parte do cânon de literatura cómica universal.”.

Ah! Já quase que me esquecia: de vez em quando passa assim a correr, como quem não quer a coisa… o Forrest Gump.

Anúncios
Imagem

Metro em inglês = strike

metro em inglês

A lenda do preso 44 – 31 da Armada

Imagem

Sem título

passos

Um sorteio como deve ser

Tirei a foto num centro comercial em Lisboa. Não foi na internet!

Tirei a foto num centro comercial em Lisboa. Não foi na internet!

“Gosto” e “comentários” não tem enchido as medidas como deve ser. Eis a minha sugestão: já que o Governo não admite não ter confiança nos fiscais, aos quais paga ordenado para fazer a respetiva função e delega em nós a tarefa de fiscalizarmos a empresa do nosso vizinho então, se quer fazer ou já está a fazer um sorteio de carros de luxo, coisa que diga-se de passagem não é toca, é ultrapassa os limites do ridículo, já bastou o outro que vendia computadores, agora depois de mandar apertar o cinto, baixar ordenados, despedir gente à pasada, ter demonstrado que medidas economicistas são desculpa para todo o tipo de reformas improvisadas provisórias que apenas visam ser solução no imediato, não a longo prazo, agora que já todos, finalmente todos, nos apercebemos que o Pais, que o Estado, que somos nós e não os espanhóis, vive, vivemos a crédito vai… imagine-se, sortear carros de luxo! Ridículo. Confesso, sendo fé sinónimo de esperança, que ainda tenho fé que alguém, algum dia se aperceba que somos pobres. Eu não tenho a obrigação de pedir fatura com número de contribuinte, pagar impostos não é algo opcional, os nossos empresários é que são gatunos. De novo vou voltar à minha proposta: faz-se o cálculo, a média de quanto ganha um português, escusam de dizer que é em média 800€, basta perguntarem por aí para ouvirem que não é verdade, aqueles portugueses que já não recebem subsídio de desemprego também contam, subtrai-se quanto deve ser o indicado para despesa com o carro, lembrem-se que a DECO avisa para que ninguém fique endividado em mais de um terço do rendimento familiar (Sim! A defesa do consumidor e não os governantes) e concluir-se-á qual a viatura apropriada, com isto quero dizer passível de ser suportada pelo português de ordenado médio e será uma viatura dessas (ou várias) a sortear, não por quem peça o número de contribuinte numa fatura, mas sim por quem votar.

Imagem

Mau tempo? Antes isso que outra coisa!

mau tempo

Galeria

Não se consegue ter sossego nesta caaasa!

This gallery contains 3 photos.