Memórias de uma professora – Isabel Pereira Rosa

memorias 2Tive o prazer de conhecer a Isabel pessoalmente, até fizemos uma coisa engraçada: ela recitou poesia de sua autoria e eu toquei uma musiquinha de fundo. Decorreu numa extraordinária tarde cultural na biblioteca do Cadaval. Conversa puxa conversa, requisitei alguns dos livros dela e – isto até aprece mentira! A biblioteca, a grande, enorme biblioteca do Cadaval, enorme sim! Porque aquilo é um espaço com visão e capacidade para o futuro, passou a encerrar aos sábados de manhã. Específico “de manhã” por uma simples razão: é que estava aberta apenas ao sábado de manhã. Não consigo perceber como é que uma biblioteca está disponível para o público apenas ao sábado de manhã! Agora? Nem isso. É inacreditável. Só por curiosidade; eu até trabalho fora do Concelho, saio de noite, chego de noite, é a vida. Ao sábado de manhã, antes de começar a trabalhar, faço para ter tempo para ir devolver os livros da Isabel à biblioteca. Bonito. Como é que vou… se os políticos fossem professores, eles saberiam melhor entender estas questões culturais. Vou voltar a teclar outro tracinho e voltar ao livro da Isabel – “isto” de conhecer a autora pessoalmente… tem que se lhe diga! Primeiro porque é uma narrativa que eu percebo, entendo na primeira pessoa. Sei perfeitamente do que fala e espelho-me ma maioria dos capítulos, foi quase como que uma sessão de partilha, uma conversa entre colegas que se entendem. Depois, depois veio parte difícil, muito difícil, aquela em que os personagens são nossos amigos e já partiram… às vezes comovo-me a ler um livro, ou a ver um filme, acho normal, assim é que vale a pena, viver a leitura intensamente. Desta vez vinha no expresso e não me preocupei em segurar as lágrimas, que se lixe, no episódio narrado consta a morte de duas crianças num acidente doméstico com gás, nossos conhecidos, faziam parte do leque de pessoas a quem dava os “bons-dias” diariamente e filhos dos nossos amigos.

Ler assim… quando os factos e as pessoas são conhecidos, é mais intenso. Curiosamente eu desconhecia o conteúdo, o que tornou esta experiência numa agradável leitura.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s