Exposição Fernando Pessoa “Plural como o Universo”

“A ideia da poesia como “fingimento” ou teatro conduz naturalmente à criação de heterónimos, personagens de ficção, seres que poderíamos ver no palco ou nas páginas de um romance. E isso define uma estratégia geral de criação literária: tudo ou quase tudo o que Pessoa escreveu é heteronímico, incluindo aquela parte da obra que ele assina com o seu nome de batismo, e à qual se refere, não sem ironia, como “ortónima”, ou da autoria de “Fernando Pessoa ele-mesmo”. Na verdade, outro ser de ficção, tão alheio ao cidadão Fernando Pessoa, ou tão próximo deste, quanto qualquer dos heterónimos.” – e isso é que é espetacular!

“Dedicada a Fernando Pessoa e aos seus heterónimos, esta exposição pretende mostrar a multiplicidade da obra do poeta, conduzindo o visitante numa viagem sensorial pelo seu universo, para que leia, veja, sinta e ouça a materialidade das suas palavras. Esta exposição reúne poemas, textos, documentos, fotografias e pintura, onde se incluem raridades como a primeira edição do livro Mensagem, com uma dedicatória escrita pelo poeta.
Fernando Pessoa, Plural como o Universo é uma colaboração entre a Fundação Roberto Marinho e o Museu da Língua Portuguesa de São Paulo (Brasil), com o apoio da Fundação Gulbenkian.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s