Detalhe (via O Cantinho da Zé)

Detalhe Não é maravilhoso perceber que que uma lágrima “captada pela máquina fotográfica” de Man Ray tem um aspecto mais artificial do que uma lágrima numa pintura de Rogier Van Der Weyden? Arte é arte, é arte. Rogier Van Der Weyden, pormenor  de A Descida da Cruz, c. 1435, Museu do Prado. [Garanto que vale a pena ver a imagem no tamanho original que é para lá de XXL] Man Ray, As Lágrimas, c. 1930. … Read More

via O Cantinho da Zé

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s